NOS SIGA

SEARCH SITE BY TYPING (ESC TO CLOSE)

Av. República do Líbano, 886 - São Paulo
+55 (11) 3123 4141

Skip to Content

Blog Archives

Alergia Alimentar

“Camila comeu risoto de camarão e em seguida seus lábios começaram a inchar e teve dificuldade para respirar”.

“Newton comeu uma porção de amendoim e algumas horas depois notou manchas vermelhas em sua pele e coceira”.

“Luann comeu um pedaço de pizza de 4 queijos e sentiu dores no abdome”.

As alergias alimentares ocorrem quando há uma reação anormal do nosso sistema imunológico ás proteínas dos alimentos, geralmente causadas pelo aumento da permeabilidade intestinal (alto consumo de ultraprocessados, embutidos, corantes, conservantes, álcool, excesso de glúten).

Geralmente ocorrem de maneira imediata por serem mediadas pelo anticorpo E (IgE), dessa forma o diagnóstico é facilitado e muitas vezes feito pelo próprio paciente, mas também podem ocorrer de maneira tardia – em até dias após. Tem maior prevalência na infância devido ao processo de maturação do sistema imune.

Os principais sinais e sintomas são:

* Coceira e vermelhidão na pele;
* Manchas avermelhadas e inchadas na pele;
* Inchaço nos lábios, língua, orelhas ou olhos;
* Aftas;
* Nariz entupido e escorrendo;
* Sensação de desconforto na garganta;
* Falta de ar e dificuldade em respirar;
* Dor abdominal e excesso de gases;
* Vômito, diarreia ou prisão de ventre;
* Ardor e queimação ao evacuar.

Existem exames simples para o diagnóstico.

Se tiver alguma dúvida, pode deixar nos comentários!

Até o próximo post!

Dr. Pedro Andrade

READ MORE

Crises de Herpes

O herpes é uma doença bastante comum, ocorre em 40 a 75% dos adultos, e apresenta crises de recorrência. Alimentos ricos em arginina podem aumentar os casos de recorrencia da doença.

Dentre eles: chocolate, castanhas, pipoca, frutas como abacate, kiwi, abacaxi e também suplementos para ganho de massa muscular.

Em contrapartida, alimentos ricos em Lisina ajudam na prevenção. São eles: feijão, carnes, peixes, legumonosas, hortaliças, leite, etc.

Se você sofre de crises recorrentes de herpes, procure seu dermato para o tratamento adequado para você!

Até a próxima dica!
Dra. Ana Cristina

READ MORE

Cuidados com a Pele Oriental

A pele Oriental necessita de cuidados específicos.

Assim como a pele negra, tem facilidade em produzir maior quantidade de melanina do que a pele branca, e por isso tem maior predisposição a manchas – provocadas em geral, pela exposição solar ao longo dos anos.

Por isso, o uso regular de protetor solar é essencial! A maneira mais eficaz de evita-las.

Outra característica comum da pele oriental é apresentar maior oleosidade em algumas áreas do rosto como a testa, o nariz e o queixo (chamada zona T), com maior tendência a poros dilatados devido a grande produção de sebo e queratina. Portanto, o uso de produtos adequados para este tipo de pele é fundamental a fim de manter o rosto hidratado e sem excesso de oleosidade ao longo do dia.

A pele oriental e a pele negra geralmente são mais firmes do que a pele branca, que sofre mais com a degradação das fibras de colágeno e elastina. Desta forma, as queixas relacionadas a rugas e flacidez são menores.

A pele Oriental é muito particular, e assim, a harmonização facial quando necessária, deve ser feita com muito cuidado e de forma muito específica para não “ocidentalizar” a face, já que a beleza está em todas as etnias.

Tratamentos diversos têm sido propostos e realizados com segurança na pele oriental, de acordo com as queixas e devidas indicações de cada paciente.
Lasers, luz intensa pulsada, peelings químicos seriados são possíveis tratamentos para as manchas e também para o controle de oleosidade/poros dilatados. Além do uso domiciliar de dermocosméticos apropriados, prescritos pelo seu dermatologista.

Atenção especial e tratamento individualizado a este tipo de pele é fundamental a fim de garantir uma pele bonita, saudável e em equilíbrio.

Agende uma consulta para esclarecer possíveis dúvidas e saber o que é indicado para você!

Até o próximo post!
Dra Camila Saab

READ MORE

Cuidados com a Pele Negra

A pele negra tende a sofrer menos os efeitos do fotoenvelhecimento, além de apresentar a pele mais firme, com maior resistência aos efeitos do tempo, como linhas de expressão e rugas. Maravilhoso né?!

Mas não é porque apresenta mais melanina e mais colágeno que podemos largar de mão e não ter cuidados com a pele!

Apesar de toda vantagem que sabemos sobre a pele negra, não podemos esquecer que ainda assim, necessita de cuidados especiais, visto que tem maior tendência a oleosidade, desenvolvimento de acne – pois suas glândulas sebáceas produzem maior quantidade de sebo – e maior risco de aparecimento de manchas – por ter maior produção de melanina na pele negra, há um aumento do risco de aparecimento de manchas quando exposto a agressões ( depilação com cera ou lâmina de barbear, queimaduras e machucados).
Existe também uma propensão ao ressecamento da pele do corpo, com surgimento de manchas esbranquiçadas. Portanto, a hidratação diária é fundamental!

A pele reflete saúde e tem relação importantíssima com o estilo de vida de cada paciente.
Então separei algumas dicas para manter sempre o brilho e o viço em dia!

Hidratantes com ureia, glicerina e manteiga de Karine são ótimos aliados para hidratação da pele.

Máscaras de argila, principalmente a verde, controla bem a oleosidade e auxilia de forma muito positiva a pele do rosto.

Higienização do rosto, com sabonete líquido pela manhã e à noite deve ser tão natural quanto escovar os dentes!

Evitar banhos longos e quentes, para prevenção do ressecamento.

Uso de filtro solar de boa qualidade, para não sofrer os efeitos do envelhecimento, mesmo com a maior resistência ao sol.

Depilação a laser definitiva para evitar foliculite e agressão a pele com lâminas de barbear

Harmonização facial do rosto para valorização dos pontos de luz e sustentação, com toxina botulínica e ácido hialurônico, além do uso bioestimuladores de colágeno, no consultório médico, é umas das minhas dicas favorita!

Os tratamentos são indicados de acordo com a queixa e quadro clínico de cada paciente, que deve ser avaliada por um dermatologista experiente.

Para mais informações agende sua consulta!
Até a próxima dica!

Dra Bruna Vallcorba

READ MORE

Procedimentos Injetáveis de Longa Duração

O que acha de um procedimento injetável na face que pode durar até 4 anos ?

Sim, isso mesmo, 4 anos !!!!

Vamos aos pontos importantes. Os procedimentos injetáveis na face considerados permanentes se mostraram a longo prazo com resultados ruins e perigosos, e por isso foram deixados de lado na maioria das clínicas dermatológicas.

Hoje utilizamos produtos à base de Ácido Hialurônico e Hidroxiapatita de Cálcio para preenchimento facial, que tem durabilidade variada entre 9 meses até 1 ano e meio, segundo os fabricantes, e isso vai variar dependendo do produto e da região onde foi realizado o tratamento.

Cabe aqui informar que o produto realmente é absorvido, mas os benefícios causados por ele, como a produção de um novo e bom colágeno, ficam.

Voltamos ao que interessa: como será então um produto que dura 4 anos?

Esse é um lançamento no Brasil, produto que tem a função de preenchimento e estimulação do melhor tipo de colágeno da nossa pele, o colágeno tipo I. (outro dia escrevo sobre isso, prometo ;). Como nem tudo são rosas, esse produto não vai substituir os preenchedores, ele tem indicações específicas. Pessoas que tem o rosto muito emagrecido ou que precisam melhorar realmente o contorno facial. Pessoas que já fizeram preenchimento com Ácido Hialurônico para dar volume no rosto e perderam os resultados rapidamente. Esse é um produto que aparentemente terá um potencial importante de volumização, e em excesso a duração de 4 anos já não é tão legal assim, né ?

Então, o importante é ter um profissional médico bem treinado e uma avaliação específica e individual. É preciso entender como o processo de envelhecimento se instalou e isso é diferente em casa pessoa.

Então temos mais um produto para montar um bom plano de tratamento individual (sempre repito isso).

Fale com seu médico especialista, tire todas as suas dúvidas; envelheça sim, mas da melhor forma possível! Eu oriento sempre aos meus pacientes, que hoje temos conhecimentos específicos para oferecer resultados extremamente naturais. Fica a minha dica: Seja sua melhor versão, mas seja sempre você!

Luís Eduardo Vila Pascoal

READ MORE

Mitos sobre o Glúten

Acho engraçado quando leio “hashtag sem glúten”. Na grande maioria das vezes o cidadão nao tem a mínima ideia do que é glúten. Sabe quando te falaram mal de uma pessoa e você cria um pré-conceito de que aquela pessoa é realmente ruim? Aí você vai, conhece a pessoa, vê que ela tem os defeitos dela, mas não é de todo mal, e fica até amigo da pessoa?! 😂 É exatamente assim que me sinto quando leio “artigos” sobre o glúten nessa espécie de telefone sem fio do “Instagram Medical Journal“. Cada um fala o que quer, pioram ainda mais os modismos, e você, coitado, acha que quem derrubou as torres gêmeas foi o glúten. Vamos lá. Você pode ser:

 

1) Alérgico ao glúten (menos de 1% da população): quando há sinais ou sintomas imediatos ao consumo.
2) Intolerante ao glúten (doença celíaca – 3/4% da população): quando você não tem enzimas para poder digerir, gerando sintomas gastrointestinais.
3) Hipersensível ao glúten: (menos de 10% da população) quando existem sinais ou sintomas tardios.

 

O problema do glúten está em 2 pontos:

 

Primeiro: Hoje em dia 99% dos alimentos que contém glúten; trigo, centeio, cevada etc. são transgênicos (crescem rápido para gerar mais lucro!), fazendo com que eles tenham uma quantidade 400% maior de glúten que os cereais de 100 anos atrás. Desse modo, a chance de você adquirir alguma doença relacionada a exposição intestinal dessa proteína cresce muito!
Segundo: (Importante) Uma resolução recente da ANVISA, de 21 março de 2014, permite que as farinhas do Brasil – principalmente a de trigo, tenham até 75 fragmentos de inseto/pelos de ratos/matérias estranhas por 50g de trigo. Em 2011 a ANVISA também determinou o limite máximo de micotoxinas (toxinas de fungos) para alimentos em estocagem. Podendo ter até 2g de fungos por 1kg de farinhas, sobretudo de trigo! É por isso que quando cortamos farinhas nos sentimos melhor.Na verdade nos sentimos menos “intoxicados”. Provavelmente o problema não esteja no glúten, mas sim na estocagem desses alimentos, que no Brasil é mais precário – por um viés puramente econômico (perde-se menos cereal, vende-se mais), ou seja, se for comer macarrão, coma na Itália.Até o próximo post.
Dr. Pedro Andrade
#Glútenfobia #GlutenFree #MedicinaÉUmEstiloDeVida

READ MORE

Sobre Proteína

Não há duvidas da importancia das proteínas na nutrição, tanto no estimulo de hormonios que trazem saciedade (glp-1, leptina..) muito maior que carboidratos e gorduras, quanto na produção de neurotransmissores, hormônios, enzimas, receptores.. enfim. Porém há um modismo criado em torno desse macronutriente, dieta da proteína, proteína de 3-3 horas, todas as refeições com proteínas… um estigma no qual quanto mais proteína, melhor. Será?

1. Proteína em excesso vira carboidrato (glicose) e gordura! Por um mecanismo chamado gliconeogenese.

2. Proteína em excesso aumenta ácido úrico, que pode aumentar a incidência de doenças cardiacas, aterosclerose, hipertensão, AVC e doenças mitocondriais.

3. Proteína em excesso aumenta o risco de osteoporose. Isso porque aminoácidos tem um pH ácido como o nome já diz, e seu corpo utiliza o cálcio dos ossos para neutralizar o pH sanguineo. Esse fenômeno repetido de maneira crônica pode causar osteopenia e por consequencia osteoporose.

4. Câncer, principalmente de intestino. As nitrosaminas dos alimentos proteicos em excesso, sobretudo da carne, tem capacidade de mutar o DNA das células intestinais, aumentando o risco de tumores.

5. Mais proteína não significa mais musculo. A capacidade de assimilação de aminoácidos na musculatura é proporcional a seu tempo e capacidade de treinamento. Ou seja, quanto mais tempo/capacidade de treino, maior sua necessidade proteica, isso porque o musculo se “adapta” a utilizar mais aminoácidos com a finalidade de reparar mais facilmente aquele tecido lesado. Que normalmente não deve passar de 2g de proteína por quilo de peso corporal.Mas essa “conta” deve ser feita por um BOM nutricionista!

6. Hiperuremia. Lesão renal crônica principalmente em pacientes que já tem lesão aguda prévia, ou aqueles que utilizam grandes quantidades de proteína cronicamente.
Assim como um medicamento pode estar lhe trazendo um maleficio quando mal indicado ou em dose inadequada, um nutriente também pode causar injúrias!

Bom senso e equilibrio acima de tudo.
Dr. Pedro Andrade

READ MORE

Como tratar os pelos

Ano começando, carnaval e muitas coisas por vir! Nada melhor que já iniciar o tratamento para remoção de pelos agora para ficar pele lisinha e sem pelos o ano todo.

A depilação a laser é um ótimo aliado para evitar irritações da pele, removendo de forma duradoura os pelos, evitando assim o escurecimento da pele, principalmente em áreas como virilha e axila. Alem disso, o laser melhora a higiene e evita a inflamação nos folículos pilosos – a famosa Foliculite – que provoca bolinhas e espinhas nas regiões de pelos e que causam muita irritação e desconforto ao utilizar cera, gilete e produtos químicos.

A depilação a laser pode ser feita em qualquer região do corpo e deve ser feita em clínicas dermatológicas com profissionais treinados, para que seja usado de forma correta, diminuindo muito o risco de queimar ou manchar a pele. Hoje em dia os aparelhos são rápidos, seguros e com sensor que mede a quantidade de melanina na pele do paciente para evitar complicações.

O número de sessões para a remoção depende da área a ser tratada e do tipo e quantidade de pelos de cada pessoa, portanto, a avaliação dermatológica é essencial para um resultado eficaz.

Agende sua consulta para mais informações!
Até a próxima dica!

Dra Bruna Vallcorba

READ MORE

ÁCIDO HIALURÔNICO

Beauty Concept – Close up Portrait of attractive caucasian girl with beauty natural skin isolated on pink background with copy space.

O ácido hialurônico é uma substancia natural do nosso organismo, que confere brilho, sustentação, elasticidade e viço a pele. Com o passar dos anos, sua presença vai diminuindo, mudando o aspecto da pele e favorecendo o aparecimento dos sinais de envelhecimento, como rugas e linhas de expressão.

Entre muitos benefícios que o ácido hialurônico tem na pele, ele promove melhora da textura, hidratação e densidade, alem do estimulo das fibras de colágeno que proporcionam melhor sustentação e elasticidade. Quando diretamente injetada, proporciona um preenchimento natural de diferentes áreas do rosto, deixando mais harmônico e jovem, melhorando visivelmente as rugas.

A grande duvida dos pacientes é quando começar a usar. Não existe faixa etária especifica para o seu uso, sendo utilizado a partir dos primeiros traços de envelhecimento e na prevenção de novos sinais. Pode ser aplicado por um dermatologista experiente em qualquer época do ano, em poucos minutos, no consultório médico, sem atrapalhar a rotina.
Para mais informações, agende sua consulta!

Até a próxima dica!
Dra Bruna Vallcorba

READ MORE

Como tratar as estrias causadas pela gestação

Durante a gestação e amamentação, as mulheres têm restrições a diversos medicamentos, tratamentos estéticos e consumo de alguns alimentos.

Após esse período, alguns procedimentos são indicados para minimizar aspectos das estrias, como peelings químicos, Luz Pulsada em estrias vermelhas, radiofrequência e lasers ablativos, como o CO2, que tem resultados excelentes para estrias brancas e o microagulhamento.
O objetivo dos tratamentos é estimular a produção e organização das fibras de elastina da pele, e por isso, o resultado e indicação de cada paciente são individuais.

Agende sua consulta para escolher o melhor procedimento!
Até a próxima dica!

Dra Bruna Vallcorba

READ MORE