NOS SIGA

SEARCH SITE BY TYPING (ESC TO CLOSE)

Rua Coronel Oscar Porto, 691 - Paraíso, São Paulo – SP
+55 11 3849 0050

Skip to Content

Blog Archives

COMO TRATAR AS LINHAS AO REDOR DOS OLHOS?

Uma queixa comum no consultório, é a duvida de como lidar com aquelas linhas que começa a aparecer ao redor dos olhos em torno dos 25 anos.

A partir dessa idade, começamos a ter perda de colágeno, mas também a estrutura do rosto tende a se modificar devido à perda de gordura e estrutura óssea, tendo como resultado a flacidez. Isso faz parte do processo de envelhecimento de todos, mas temos algumas formas de amenizar isso e melhorar a harmonia do rosto.
A pele ao redor dos olhos, por ser mais fina e delicada, é a que sofre os primeiros sinais da idade, e dependendo dos fatores genéticos e dos hábitos diários, as rugas podem surgir de forma mais sutil ou mais cedo do que o esperado. Não confundir ressecamento da pele com flacidez!!! Muitas vezes a pele precisa de um cuidado especial na região, mas ainda não tem flacidez, falta de elasticidade e sensação de excesso de pele, e sim falta de hidratação. Como diferenciar isso? Em uma consulta com o dermato.

O uso de cremes nutritivos e antioxidantes é essencial para o tratamento, alem do uso do protetor solar diário (lembrar de reaplicar o produto, sempre!!). Existem diversos aparelhos que podemos usar como nossos aliados: Laser Co2 e Erbium, que diminuem linhas e melhoram a retração da pele; Exilis e Endymed, duas radiofrequências que melhoram muito o aspecto da região; o Botox, nosso queridinho para suavizar linhas estativas e melhorar muito as rugas dinâmicas ( causadas pelos movimentos dos músculos) e o Skinbooster, que são injeções de uma substância a base de ácido hialurônico que atrai água e hidrata a pele de dentro para fora, minimizando as linhas e estimulando colágeno.

Todos os procedimentos devem ser feitos por um médico especialista experiente, e a indicação varia de um paciente para o outro,assim como o número de sessões, sendo assim, de extrema importância a avaliação clinica antes de realizar qualquer procedimento estético.
Agende sua consulta para mais informações!

Até a próxima dica!
Dra Bruna Vallcorba

READ MORE

ENVELHECIMENTO CUTÂENEO

Por que a pele muda tanto com a idade? O processo de envelhecimento cutâneo está relacionado com a perda da capacidade funcional, mudança da resposta celular aos estímulos e perda da capacidade de reparação do organismo.

O envelhecimento cutâneo pode ser dividido em envelhecimento intrínseco, aquele comum aos órgãos decorrente do desgaste natural do organismo, causado pela idade de forma suave, lenta e gradual, causando danos estéticos ao longo dos anos. É uma pele fina, com pouca elasticidade, mais flácida e com rugas finas, sem manchas e sem alteração da superfície.

Já o fotoenvelhecimento, ou envelhecimento extrínseco, é mais evidente, danoso e intenso à superfície da pele, sendo responsável por modificações como rugas, manchas e alteração da textura da pele, influenciada principalmente pelos danos causados pela radiação ultravioleta do sol durante toda a vida. Alem disso pode surgir a presença de ceratoses solares, lesões superficiais que atingem a camada mais superficial da pele, formando “crostas” e que, eventualmente, podem evoluir para um câncer de pele.

E como prevenir o fotoenvelhecimento? A principal forma de prevenção é o uso de proteção solar, que deve ser iniciada na infância. De preferência a FPS 15 ou maior, e lembre-se de reaplicar a cada 2 a 3 horas.

Para aquelas pessoas que já sofreram a ação do sol e apresentam os sinais de envelhecimento cutâneo, além da proteção solar, o uso com indicação correta de alguns produtos que se encontram no mercado, como cremes, loções e gel, podem ajudar a reveter os efeitos do fotoenvelhecimento, agindo de forma a aumentar a hidratação da pele, estimulando renovação celular, atenuando manchas, melhorando elasticidade e assim corrigindo alterações de superfície. Sempre siga orientações do seu dermatologista para evitar efeitos colaterais se usados de forma errada!

Os resultados são obtidos ao longo do tratamento, e quando associados a aparelhos com tecnologias que estimula colágeno e buscam melhorar a qualidade da pele, apresentam resultados de rejuvenescimento ainda maiores.

Venha fazer uma avaliação e mantenha sua pele sempre em dia!

Até a próxima dica!
Dra Bruna Vallcorba

 

READ MORE

Conhecendo a Acne Solar


Conhecida como “acne solar”, trata-se de uma doença típica do verão. Vivemos em um país tropical, onde, especialmente no verão, as temperaturas atingem graus muito elevados e desta forma ficamos muito mais expostos aos efeitos dos raios solares.

Portanto, a relação entre o aparecimento dessa forma de acne e a exposição à luz solar explica-se porque além do calor excessivo, o aumento da produção de suor propiciam o desenvolvimento de fungos e bactérias, que favorecem o surgimento de infecções da pele. Desta forma, a acne solar resulta basicamente da contaminação por esses micro-organismos.
Esse tipo de acne se caracteriza por erupções que aparecem pouco tempo após a exposição intensa ao sol (comum quando vamos à praia, piscina…) e provoca um grande desconforto devido o estado de irritação em que se encontra, já que as lesões papulopustulosas – “bolinhas endurecidas” que às vezes apresentam pus, podem apresentar inflamação importante.

Costumam aparecer principalmente no rosto, ombros, costas e pescoço, podendo ser doloridas e/ou pruriginosas.
A acne solar portanto, pode ser evitada com a utilização de filtros solares adequados. Os fotoprotetores chamados “oil free”, ou seja, que não são de base oleosa, são excelentes opções e devem ser aplicados antes e durante a exposição ao sol. É importante optar por adquirir bloqueadores específicos para peles oleosas ou predispostas ao surgimento de acne. Lembrando de reaplicar a cada duas horas.

Caso as lesões já tenham aparecido, o ideal é tratar o mais precoce possível a fim de evitar manchas difíceis de remover da pele. Usualmente, o tratamento é realizado com as medicações utilizadas para tratar a acne comum. Na ausência de inflamação ou outras lesões posteriores na área, com o passar do tempo e evitando-se a exposição solar, a acne solar some espontaneamente.

É fundamental esclarecer que cada caso deve ser abordado de forma individualizada a fim de se garantir um tratamento adequado.

Sempre que possível, consulte um especialista. 😉

Até o próximo post.
Dra. Camila Saab

 

 

READ MORE

Qualidade dos cabelos x Atividades físicas

Não tem como mensurar os benefícios da atividade física, não é?! Mas os cabelos acabam sofrendo a agressão diária e, se não cuidados, ficam opacos, secos e quebradiços. Alguns cuidados podem te ajudar a preservar os fios:
⠀⠀
📍Prenda os fios em coque, trança ou rabo de cavalo folgado, a tração pode causar a quebra do fio e até o arrancamento;⠀
📍 Não fique com o cabelo suado, é preferível lavar os cabelos diariamente, o sal contido no suor promove o ressecamento dos fios e o frizz;⠀
📍Para emergências tenha um shampoo a seco, ele ajuda a reduzir a umidade e a oleosidade do couro cabeludo, dando leveza aos fios;⠀
📍Invista na hidratação semanal, ter um
bom produto em casa pode ser uma solução fácil;⠀
📍Hidrate-se, pele, cabelo e unhas melhoram a aparência quando hidratados. ⠀

Até o próximo post.
Dra. Veridiana Baggio

READ MORE

Diu de Cobre x Anticoncepcionais

Como já comentamos no post anterior sobre os malefícios do uso dos anticoncepcionais hormonais só relembrando: o ⬆️ SHBG – carreador dos hormônios sexuais que leva a ⬇️ Testosterona com consequente ⬇️ Libido 😱 – ⬆️ Renina com estímulo à produção da aldosterona levando a Retenção de Sódio e Água (aumento de peso 😩) – ⬇️ anti-trombina III e ⬆️ PAI-1 favorecendo maior risco de TROMBOSE – Progestagenios ⬆️ RESISTÊNCIA INSULINICA E ⬇️ TOLERÂNCIA A GLICOSE, aumentado risco de desenvolver DIABETES.

Uma das soluções possíveis é o famigerado DIU de Cobre que iremos agora esclarecer algumas verdades e alguns mitos. Ele é um dispositivo confeccionado em plástico com suas hastes envoltas por Cobre.

O que é verdade sobre ele ?
✅ Atua impedindo a fecundação, logo NÃO é abortivo!
✅No primeiro ano a taxa de gravidez usando o DIU é de 0,6 para cada 100 mulheres, reduzindo ainda mais nos anos seguintes
✅ Dificulta a passagem dos espermatozoides
✅ Só precisa ser substituído a cada 10 anos
✅Os estudos mostram que a taxa de descontinuidade do método é bem menor do que as usuárias de anticoncepcionais orais
✅ Pode sim aumentar cólica e fluxo menstrual em algumas mulheres
✅Não interfere nas relações sexuais
✅ Por ser livre de Hormônio, não interfere na libido, nem no prazer (diferente dos anticoncepcionais)
✅ Pode ser colocado no consultório do ginecologista
✅ Não previne HIV ou outras DSTs

Agora alguns mitos 😱
❌ Não interfere na Fertilidade pois os efeitos são imediatamente reversíveis, a mulher pode engravidar tão rapidamente quanto aquela que nunca usou DIU (maior MITO de todos!!)
❌Não interage com outras medicações
❌ Pode ser inserido imediatamente após o parto ou aborto
❌ Diferente dos métodos hormonais o DIU de Cobre pode ser utilizado em pacientes tabagistas, com câncer de mama, História de infarto ou AVC, enxaqueca
❌Não atrapalha na relação sexual

Esclareça suas dúvidas com seu ginecologista. Nenhum post substitui uma consulta médica 😉

Dr. André Vinícius

READ MORE