NOS SIGA

SEARCH SITE BY TYPING (ESC TO CLOSE)

Av. República do Líbano, 886 - São Paulo
+55 (11) 3123 4141

Skip to Content

Blog Archives

Diu de Cobre x Anticoncepcionais

Como já comentamos no post anterior sobre os malefícios do uso dos anticoncepcionais hormonais só relembrando: o ⬆️ SHBG – carreador dos hormônios sexuais que leva a ⬇️ Testosterona com consequente ⬇️ Libido 😱 – ⬆️ Renina com estímulo à produção da aldosterona levando a Retenção de Sódio e Água (aumento de peso 😩) – ⬇️ anti-trombina III e ⬆️ PAI-1 favorecendo maior risco de TROMBOSE – Progestagenios ⬆️ RESISTÊNCIA INSULINICA E ⬇️ TOLERÂNCIA A GLICOSE, aumentado risco de desenvolver DIABETES.

Uma das soluções possíveis é o famigerado DIU de Cobre que iremos agora esclarecer algumas verdades e alguns mitos. Ele é um dispositivo confeccionado em plástico com suas hastes envoltas por Cobre.

O que é verdade sobre ele ?
✅ Atua impedindo a fecundação, logo NÃO é abortivo!
✅No primeiro ano a taxa de gravidez usando o DIU é de 0,6 para cada 100 mulheres, reduzindo ainda mais nos anos seguintes
✅ Dificulta a passagem dos espermatozoides
✅ Só precisa ser substituído a cada 10 anos
✅Os estudos mostram que a taxa de descontinuidade do método é bem menor do que as usuárias de anticoncepcionais orais
✅ Pode sim aumentar cólica e fluxo menstrual em algumas mulheres
✅Não interfere nas relações sexuais
✅ Por ser livre de Hormônio, não interfere na libido, nem no prazer (diferente dos anticoncepcionais)
✅ Pode ser colocado no consultório do ginecologista
✅ Não previne HIV ou outras DSTs

Agora alguns mitos 😱
❌ Não interfere na Fertilidade pois os efeitos são imediatamente reversíveis, a mulher pode engravidar tão rapidamente quanto aquela que nunca usou DIU (maior MITO de todos!!)
❌Não interage com outras medicações
❌ Pode ser inserido imediatamente após o parto ou aborto
❌ Diferente dos métodos hormonais o DIU de Cobre pode ser utilizado em pacientes tabagistas, com câncer de mama, História de infarto ou AVC, enxaqueca
❌Não atrapalha na relação sexual

Esclareça suas dúvidas com seu ginecologista. Nenhum post substitui uma consulta médica 😉

Dr. André Vinícius

READ MORE

Anticoncepcionais e depressão

Se você não via nenhuma relação entre os anticoncepcionais e a depressão, é preciso estar mais atenta! Um estudo da Universidade de Copenhague concluiu que mulheres que tomam anticoncepcionais com hormônios têm duas vezes mais chances de desenvolver depressão.

Esse estudo foi feito com mulheres, entre 15 e 34 anos, que não tinham diagnóstico prévio de depressão e foram acompanhadas durante 14 anos. O resultado é que as mulheres que tomavam contraceptivos hormonais tinham chances bem maiores de, posteriormente, tomar antidepressivos, sendo diagnosticadas como portadoras de depressão ou de transtornos de ansiedade.
Mulheres que tomam a pílula combinada tradicional têm 23% de chances de ter depressão, mas os piores aumentos ainda estão em outros métodos como:
Adesivo (risco 100% maior),
Anel vaginal (60%),
DIU com levonorgestrel (40%),
Mini-pílula só de progesterona (34%),
Pílula combinada (23%).

Infelizmente, os riscos à saúde mental ainda estão sendo subestimados por muitos médicos na hora de receitar.

Óbvio que ainda faltam estudos mais específicos que possam elucidar mais claramente essa relação, mas isso já é um alerta que precisamos cuidar melhor da saúde da mulher como um todo! Porque os contraceptivos são vendidos livremente em prateleiras de farmácias , o que causa uma falsa idéia de que são inofensivos! Precisamos ficar mais alerta! Procure o seu ginecologista e se informe mais sobre o tema.

Até a próxima!
Dr. André Vinícius

READ MORE