Endometriose

A endometriose é uma doença caracteriza pela presença de tecido endometrial (que reveste a camada interna do útero) fora do útero – nos ovarios, tubas, intestine, bexiga, entre outros órgãos.
Ela afeta cerca de seis milhões de brasileiras de acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, e 30% destas tem chances de ficarem inférteis.
É uma doença caracterizada por sintomas como: · Cólicas menstruais intensas e dor durante a menstruação;
• Dor pré-menstrual;
• Dor durante as relações sexuais;
• Dor difusa ou crônica na região pélvica;
• Fadiga crônica e exaustão;
• Sangramento menstrual intenso ou irregular;
• Alterações intestinais ou urinárias durante a menstruação;
• Dificuldade para engravidar e infertilidade.

É uma doença difícil de diagnosticar por meio do exame físico, ou seja, realizado durante a consulta ginecológica de rotina.
Requer exames de imagem que possam sugerir a presença da doença, porque a sua confirmação só se dá através da biópsia realizada por laparoscopia.
Existem dois tipos de tratamento que podem ser usados para combater as dores da endometriose: medicamentos ou cirurgico, e esses precisam ser bem avaliados pelo ginecologista quanto a gravidade da doença em cada caso e recomendar o melhor tratamento.
É importante compreender que não existe cura permanente para a endometriose. O objetivo do tratamento é aliviar a dor e amenizar os outros sintomas, como favorecer a possibilidade de gravidez e diminuir as lesões endometrióticas.

Compartilhe essa postagem