5 alimentos que previnem o câncer

Atualmente o câncer é um problema de saúde pública.

As politicas de prevenção são ineficazes, pois sofrem intervenção do lobby da indústria farmaceutica e alimentícia.

Só no Brasil, são 600.000 novos casos por ano segundo o Instituto Nacional do Câncer(INCA). O número de pessoas com câncer aumenta na medida que a eficácia de medidas preventivas diminui! Tem algo errado aí

O estilo de vida que pratica, as pessoas com quem convive, o ambiente em que vive, a capacidade de gerenciar o estresse e a nutrição são as bases da prevenção e tratamento das doenças crônicas, como o câncer.

Alguns alimentos parecem ser mais valiosos, conforme alguns estudos:

1- Crucíferas cruas ou cozidas á vapor: brócolis, couve de bruxelas, couve, repolho são ricos em Indol-3-Carbinol. Essa substância possui valor anti-estrogênico – sabe-se que a estrogenização (aumento de hormônios femininos) está por trás de praticamente todo tipo de neoplasia, principalmente câncer de mama.

2-
Ovos orgânicos ou caipiras: ricos em PQQ (pirroloquinolina quilona) uma vitamina do complexo B que além de estimular genes responsáveis pelo aumento do número de mitocondrias (aumentando a respiração celular), possui um efeito antioxidante 100x maior que a Vitamina C.

3-
Bananas bem maduras: A maturação da banana – quando ela fica com a casca mais escura – é um sinal em que a fruta está rica em TNF-alfa. Essa substância ativa seu sistema imunológico, aumentando a capacidade do organismo em combater o câncer. A fruta ainda tem importânte valor prébiótico – as fibras previnem câncer de intestino.

4- Uvas escuras: Contém um mix de antioxidantes: flavonóides (antocianinas e flavonóis), ácidos fenólicos e estilbenos (resveratrol). Esse ultimo com maior valor na medicina, atuando nas sirtuínas, enzimas que controlam genes, dentre eles genes cancerígenos.

5- Óleo de coco: O ácido láurico presente no óleo de coco (mesmo componente do leite materno) tem atividade antibiótica e antiviral, aumenta a imunidade do organismo pela ativação da interleucina-2, auxiliando no combate das células cancerigenas, e age como um antiinflamatório pela inativação de prostaglandina-2 e interleucina-6.

É um guerreiro com varias armas!
E você, como está se protegendo?

Compartilhe essa postagem